As doenças do coração são bastante comuns em equinos, sobretudo nos  mais idosos. Por isso é muito importante que o animal seja submetido a exames periódicos, já que a maioria destas enfermidades são silenciosas e descobertas quase sempre tardiamente, resultando muitas vezes em óbito.

Uma delas é a Tromboflebite Jugular Equina, responsável por afetar o sistema cardiovascular através da formação de um trombo, que significa a formação de um coágulo, que pode variar quanto ao tamanho, forma e localização.

Esta enfermidade provoca alterações do fluxo de sangue e composição do mesmo, sendo que sua origem pode estar relacionada a diferentes fatores, dentre eles o uso prolongado de determinados tipos de medicamentos perniciosos para o animal. Isso, atrelado aos fatores como pré-disposição e hereditariedade.

Os sinais clínicos mais comuns apresentados pelos animais portadores desta enfermidade são: cansaço, apatia, aumento dos tecidos próximos a região com trombose, falta de ar, alteração no ritmo dos batimentos dentre outros.

O diagnóstico é realizado através de exames como a palpação, de modo a verificar o ritmo dos batimentos cardíacos, ou mesmo os exames mais sofisticados, como o eletrocardiograma e ultrassonografia.

Já o tratamento passa pelo uso de medicamentos específicos que tem surtido efeito na maioria dos casos. Entretanto, é também recomendado, em muitos casos, a intervenção cirúrgica.