Se você possui um cavalo, saiba que é muito importante seguir alguns procedimentos burocráticos para registrá-lo em alguma associação, sendo, que ao final do processo, o procedimento valerá a pena.

O registro, além de formalizar que você é proprietário do cavalo de uma determinada raça, com todas as informações genéticas do pai, mãe e avós do animal, possibilitará uma maior valorização do animal no mercado.

Você poderá ainda participar das atividades, interação com os demais criadores, cursos, eventos e exposições, enfim, uma vasta gama de benefícios de acordo com cada associação.

Algumas competições inclusive determinam, como pré-requisito, que o animal esteja registrado em alguma entidade do segmento.

Há várias associações nas grandes capitais brasileiras, de raças variadas.

Na associação dos criadores de cavalo Pampa, por exemplo, a associação pode ser feita de inicio por meio do site da entidade, preenchendo um formulário e agendamento da visita de um técnico para inspeção do animal.

Há algumas pequenas exigências descritas no ato da inscrição, em relação a algumas atribuições físicas do animal, que se diversificam de acordo com cada instituição, quanto à idade do cavalo, tamanho, marcha, dentre outras.

Fonte: Escola do Cavalo