O termo imprinting é bastante divulgando no meio equestre, porém ainda suscita dúvidas sobre o significado para muitas pessoas.

Criado no ano de 1935 nos Estados Unidos, o termo refere-se as primeiras impressões recebidas pelos potros e que poderão permanecer para o resto da vida com eles, determinando o comportamento.

Dentre deste aspecto foram criadas técnicas de manejo de modo a favorecer a saúde física e psicoemocional destes animais. A ingestão do colostro e o carinho frequente do dono com o animal estão, em suma, entre alguns destes itens.

Tais procedimentos utilizados com frequência irão tornar o animal cada vez mais dócil, de forma a favorecer, em um futuro relativamente curto, a criação, doma e convivência com o proprietário ou outras pessoas, sem que o animal tenha medo, contribuindo para a “socialização”.

Por outro lado, o manejo incorreto ou abusivo nesta fase pode gerar consequências bastante negativas no animal, que se tornará violento ou com medo, gerando um trauma que poderá comprometer a saúde do mesmo e a relação com os criadores.

Por isso é muito importante que os responsáveis pelo cuidado e manejo dos animais nesta fase da vida estejam de fato preparados e tenham conhecimento a respeito do imprinting.

Share This